Category: Ensaios

Os ensaios de corrosão têm como objectivo avaliar o comportamento dos materiais à corrosão.

Esta avaliação pode ser realizada recorrendo a ensaios electroquímicos ou a ensaios de exposição de longa duração a ambientes simulados.

Ensaios aplicáveis

  • Análises de falha de corrosão
  • Corrosão microbiológica
  • Monitorização da corrosão
  • Protecção catódica
  • Selecção de materiais
  • Corrosão sob tensão
  • Avaliação de formação de fases intermetálicas em aços duplex
  • Investigação de mecanismos de degradação por corrosão
  • Fragilização por hidrogénio
  • Influência da soldadura no desempenho à corrosão

Ensaio de carbonatação do betão

Ensaios climáticos

Estes ensaios são utilizados para avaliar a resistência à corrosão de materiais com ou sem revestimento, quando expostos a meios específicos.

  • Ensaios de nevoeiro salino neutro, acético e com adição de cobre
  • Ensaios de humidade
  • Ensaio de SO2 (Ensaio de Kesternich)
ensaio-kesternich

Ensaio de Kesternich

Ensaios electroquímicos

Os ensaios electroquímicos convencionais são amplamente utilizados para avaliar os materiais quando à sua resistência à corrosão, nomeadamente:

  • Corrosão intersticial
  • Técnicas DC (polarização linear) e AC para caracterização electroquímica (impedância electroquímica)
  • Temperatura crítica de picada (CTP) e intersticial (CCT)
Ensaios sob a influência de cargas

A avaliação do desempenho dos materiais à corrosão pode ser realizada sob acção de carga, dinâmica ou estática.

A introdução deste factor no ensaio de corrosão tem como objectivo simular as condições de serviço a que os materiais estão sujeitos.

ensaio-carga

 

Trata-se de uma técnica de ensaio expedita, destinada a avaliar a porosidade superficial de um material de revestimento ou outro. Utiliza-se um tubo de vidro ou plástico, designado por tubo de Karsten.
A superfície do bordo do tubo que irá ficar em contacto com a parede é coberta com mástique e pressionada contra a superfície. Após o endurecimento do mástique, o tubo é cheio de água até ao seu nível máximo. O abaixamento do nível da água é medido aos 5, 10 e 15 minutos.

Referência: Meting van de Waterabsorptie door de Pijpmetode – K. U. Leuven, Civil Engineering Department publication